sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Asa-branca, Pombão, Pomba-do-ar- Picazuro Pigeon (Patagioenas picazuro).

Até mesmo a "Asa-branca" bateu asas do sertão...
Embelezando o cenário do cemitério São João Batista, a "asa-branca" caminha sobre o fio mostrando o colorido das penas e observando a lente da minha câmera. Pra mim, ela é uma das mais bonitas e possui um canto majestoso. Por ser um pouco mais arisca do que muitas outras pombas, dificilmente é vista pousada no chão em meio urbano, daí chamada em minha região de "Pomba-do-ar".
Rio Claro, Agosto de 2008.
Fonte: 500 pássaros brasileiros
Comprimento: 34 cm. Uma das maiores espécies da família no País. Presente do Nordeste ao Rio Grande do Sul, e também na Bolívia, Argentina e Paraguai. Comum em campos com árvores, áreas urbanas, cerrados, caatingas e florestas de galeria. Freqüentemente encontrada no solo. Após o período reprodutivo associa-se em bandos, executando migrações. Faz ninho em árvores ou no solo. Põe 2 ovos brancos, os quais são encubados entre 16 e 19 dias. Conhecida também como pomba-trocal, pomba-trocaz, pomba-carijó (Rio Grande do Sul), pomba-verdadeira, pomba-asa-branca e pombão.